Dia D

Dia de gritar, de rabo de cavalo, de pular na cama. Dia de festa, de brigadeiro, de bolo, de salgadinho. Dia de champagne, de vinho, de chuva de refrigerante. Filme, sofá, cobertor. Dia de companhia, maria chiquinha, almofada, travesseiro e lareira. Se estirar no tapete, dormir a tarde, sentar igual índio. Dia de cozinhar, de não lavar a louça, dançar, ligar o rádio bem alto. Pular, ficar na varanda, ver o sol e ver a lua. Respirar fundo, com calma e pausadamente. Viver o sereno, ouvir o grilo e conversar até as seis da manhã. Decidir e trabalhar. Dia de mãos dadas, de abraços, de beijos. De mar, de conchas, de areia, brisa, vento, chuva. Dia de solidão. Chorar e sorrir ou sorrir para depois chorar. Dia para viver. Dia de viver. De ser feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s