O plural do Adeus

Bati o dedinho na quina. Doeu como o quê. Cortou. Te pedi um esparadrapo, estanquei o sangue e colei. Bem ali em cima do corte, foi de pronto: colei. Já não tinha dor. Já não tinha você. Nem tinha como sentir saudade do que não era meu. Jeito um ou outro, sempre estará para dentro de alguma forma. E então sorri, abanei a mão e disse adeus. 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s