Arquivo da tag: Ouvir

Breve súplica auditiva

Ao aproveitar todo estático de dentro, ao colocar tudo isso para fora, os jorros se convertem em uma inspiração muda de ouvir para crer. Não é questão de criar, necessariamente, nem de ler, e sim de ouvir: diga, ouvido, diga, repita os sons mais e mais vezes. É educa-lo, afinal, e hei de concordar com tudo que se passa nos tímpanos, uma questão de ouvir e escutar, permitir. Permita aos ouvidos que as frases boas simplesmente entrem, ouça com os ouvidos, e as orelhas, e os pavilhões auriculares. Ausculte seu próprio coração a medida que ouve. Preste atenção uma vez em toda vida. Faça valer o que te dizem. E de repente se dê conta há quanto tempo não ouve uma opinião. Se percebe, veja bem, há muitos anos que não segue um conselho. Por fim, não reclame do valor atribuído aos escritores após a morte. Quando lhes era a serem ouvidos, quando necessitavam de conselhos sussurrados e de suas frases proclamadas, todos lhe foram cegos, ao que me leva a crer que muitas vezes, a maior liberdade do ouvido é a morte alheia. Assim, por fim, Dona Morte, não bata a porta de ninguém para tanto. Una-se ao tom das músicas, dos artistas, dos sorrisos falsos e até dos verdadeiros. Dê três toques. Acenda a luz. Penetre as membranas timpânicas. E se faça valer a favor da vida bem ouvida, por favor. Dos maiores os conselhos, da mais ingênua oração se tira súplicas de vidas possíveis e passíveis de serem vividas: para vivê-las sorteie na loteria literária a frase certa no momento certo, e se ainda não os forem, guarde para mais tarde. E tudo, e só.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized